Grandes Investidores Imobiliários

grandes investidores imobiliários

Certamente, quando tem interesse em determinada área, procura sempre saber quem são as personalidades que se destacam no meio. Se gosta de futebol irá procurar saber mais sobre o Cristiano Ronaldo e o Lionel Messi. Se gosta de música clássica não há como escapar a Chopin ou Mozart. Se o seu interesse está no imobiliário então tem de conhecer os grandes investidores imobiliários. Saber quem são, como pensam e como investem é uma boa opção para que consiga também ter exemplos de sucesso para se guiar nos seus próprios investimentos. No canal de Youtube, o nosso analista Artur Mariano aproveitou um dos episódios da rubrica "Conversas no Sofá" para falar exatamente dos grandes investidores e de como eles agem.

Os Grandes Investidores Imobiliários

Conhecer as grandes figuras que se destacam em determinada área tem dois grandes princípios associados. Em primeiro lugar, fica a conhecer mais sobre a área em questão, sobre quem está nessa área e como operam. Em segundo lugar, ganha novas perspetivas e até pode ter um certo efeito aspiracional.

No caso do investimento e, mais especificamente, do investimento imobiliário, há várias personalidades que se destacam. Todas elas com as quais terá, certamente, muito a aprender.

Pequenos investidores vs. Grandes investidores

Antes de mais nada, convém compreender de que falamos quando dizemos grandes investidores. Normalmente, terá a ver com a quantidade de capital que investem ou têm para investir. Neste caso, vamos considerar que um investidor é grande a partir dos dez milhões de euros.

A diferença entre um pequeno investidor e um grande investidor está não só no capital, mas também no que faz com esse capital.

Maiores diferenças entre pequenos e grandes investidores

Há várias coisas que diferenciam um pequeno de um grande investidor. Vamos focar-nos em três delas, visto que lhe permitirão perceber melhor o que muda em ambos os tipos de investidores.

- Investimento de escala

Por um lado, um grande investidor irá pensar num investimento que ou resolva um problema mais complexo ou atinja um vasto número de pessoas. Por outro lado, o pequeno investidor focar-se-á em problemas mais pequenos, que exijam soluções mais pequenas.

Por exemplo: um pequeno investidor investe numa casa, que solucionará o problema de habitação para um pequeno número de inquilinos. Um grande investidor irá tentar algo que tenha um impacto maior, como, por exemplo, investir numa empresa de eletricidade.

- Criação de sinergias entre os investimentos

Algo que os médios e grandes investidores optam por fazer é investir em vários negócios diferentes e, por vezes, complementares. Isto permite que, ao investirem em várias empresas, essas empresas possam crescer em simultâneo.

Seguindo o exemplo dado pelo analista Artur Mariano no vídeo acima, criar sinergias entre investimentos seria algo como, por exemplo: se tiver uma empresa de organização de casamentos e investir em setores como o das flores ou do catering. Desta forma, está a criar sinergias com a empresa inicial e todas elas poderão ajudar-se simultaneamente a crescer e evoluir.

Nestes casos podemos até referir-nos aos investidores como multiplicadores, uma vez que de um negócio inicial tentam alavancar ou mesmo criar novos negócios.

- Criação de valor acrescentado.

Que valor é que o serviço vai trazer além daquele que já oferece por si só? Quando falamos de criar valor acrescentado podemos estar a referir-nos a várias coisas. Tomemos um exemplo. Se duas empresas têm o mesmo produto e o apresentam da mesma forma como é que uma delas o pode diferenciar? O valor acrescentado será o extra, aquilo que ajudará a diferenciar aquele produto, aquela empresa.

Por exemplo: no setor imobiliário criar valor acrescentado pode ser remodelação ou no restauro de imóveis, sem que se cobre mais por isso aos inquilinos. É algo em que os grandes investidores imobiliários pensam sempre. Isto permite ter um serviço melhor e mais completo, cujo valor acrescentado se irá certamente destacar.

Em conclusão

Há, claro, diferenças entre pequenos e grandes investidores. Estas diferenças assentam sobretudo na forma como cada um dos tipos olha para os investimentos que faz. No entanto, há exceções e mesmo que se enquadre no grupo dos pequenos investidores pode (e até deve) pensar como um grande investidor e perceber como valorizar os seus investimentos. O valor acrescentado é, inegavelmente, um ponto fundamental que deve ter em conta quando investe.

Os grandes investidores e o que podemos aprender com eles

Seja qual for o nível de investimento em que se enquadra, todos temos pessoas cujo trabalho admiramos. Essas pessoas servem de modelo para as áreas em que operam e têm certamente muito a ensinar-nos sobre as mesmas. Vamos, por isso, apresentar-lhe alguns exemplos de grandes investidores. Além disso, vamos analisar algumas das lições mais valiosas que pode aprender com estes investidores.

Como poderá ver estes investidores não são apenas grandes investidores imobiliários, mas sim grandes investidores, com uma carteira de investimentos alargada.

Será que deve investir em bolsa ou investir em imobiliário?
A questão pode surgir-lhe muitas vezes enquanto analisa os percursos de vários investidores, pelo que deve ponderar ambas as opções. Para o ajudar, temos um artigo no nosso blogue exatamente sobre o tema. Leia sobre investir em bolsa ou investir em imobiliário.

Warren Buffet

Quem é?

Warren Buffet nasceu em agosto de 1930 em Omaha, no estado do Nebraska, nos Estados Unidos da América. Começou desde cedo a ter contacto com o mundo do investimento através do pai, que era corretor da bolsa norte-americana. Desde pequeno sempre teve várias ideias para ganhar e, acima de tudo, poupar dinheiro. Começou por trabalhar na empresa do pai, mas rapidamente trilhou um caminho a solo. Hoje em dia é CEO da Berskshire-Hathaway. Tem fortuna avaliada em cerca de 86 mil milhões de dólares.

Warren Buffet é um dos nomes com mais impacto quando se fala em investimento. Apesar de ser maioritariamente conhecido pelas empresas em que tem ações, como o caso da Coca-Cola, Buffet não se fica pelo investimento em ações. Muitos tentam guiar-se pelas suas regras e seguir os seus passos. Se Buffet comprou é porque é bom, é porque vale a pena.

Além das ações, o investimento imobiliário tem sido uma das apostas de Warren Buffet. Se o norte-americano investe em imobiliário é por algum motivo, não concorda?

First rule in investment is don't lose. And the second rule in investment is don't forget the first rule.

Aquela que é, certamente, a regra de investimento mais conhecida de Warren Buffet é a que diz que a primeira regra em qualquer investimento é não perder dinheiro. A segunda regra? Não esquecer a primeira. As suas regras de ouro, no entanto, não se ficam por aqui.

As regras de ouro de Warren Buffet

  • Pensar a longo prazo nos investimentos;
  • Prefere investir em excelentes empresas a preços razoáveis a investir em empresas razoáveis a preços excelentes;
  • Conhecer o mercado em que se investe.

Américo Amorim

Quem é?
Américo Amorim nasceu em Mozelos, Vila Nova de Gaia, a 21 de julho de 1934. Começou desde cedo a trabalhar na empresa de cortiça da família, a Amorim & Irmãos. Com os irmãos, Américo Amorim criou a Corticeira Amorim, derivada da empresa da família. Mas não se ficou por lá. Posteriormente criaram a Ipocork e a Champcork, empresas para atuarem no setor dos derivados da cortiça. Ambas mostrando já os olhos postos na exportação. Através da holding Amorim - Investimentos e Participações investiu em empresas de energia, turismo e finanças. Morreu em 2017.

Américo Amorim é, em Portugal, um excelente exemplo de um investidor de grande escala com um portefólio de investimentos variado. O Grupo Amorim começou por ter apenas a Corticeira Amorim mas rapidamente evoluiu para outros negócios. Já sem Américo, o grupo continua a seguir o mesmo modelo.

Áreas de atuação do Grupo Amorim

  • Cortiça - o negócio que deu origem a tudo o resto;
  • Energia - através de participação na Galp Energia, adquirida em 2005;
  • Investimentos Sinérgicos - em quintas no Douro tem um Hotel Rural e investimento em atividade vitivinícula e agrícola.
  • Floresta - além de uma vasta área florestal, o Grupo Amorim tem também participação em agricultura em Moçambique e no Brasil;
  • Financeira - Américo Amorim esteve na fundação do BPI e do BCP. Hoje em dia, tem participação em várias instituições bancárias. Em Moçambique criou o Banco Único e é acionista do Banco Luso Brasileiro; 
  • Imobiliária - além dos vários projetos em Portugal, o Grupo expandiu também a atuação imobiliária para o Brasil; 
  • Luxo - o Grupo Amorim associou-se, em 2007, à marca de luxo Tom Ford. 

Olhos no futuro

Tal como já foi referido, um grande investidor, seja em que área for, faz os seus investimentos com foco a longo prazo. Américo Amorim é, nesse sentido, um excelente exemplo. O investidor referia, de facto, que muitos dos seus investimentos eram a longo prazo, para que um dia os seus herdeiros pudessem colher os frutos daquilo que ele plantara.

Outros grandes investidores

Existem ainda outros exemplos de investidores de grande escala que podem servir de exemplo.

  • Eike Batista. Apesar de tudo, o brasileiro foi um grande investidor, com um portefólio vasto e investimentos sinérgicos, desde exploração de carvão, petróleo e gás, até à indústria naval e logística. No entanto, nem todos os seus investimentos correram da melhor forma. 
  • Jeff Bezos. O CEO da Amazon é outro exemplo de um grande investidor. Além da Amazon, investiu numa empresa de voos espaciais e comprou o jornal The Washington Post. Além disso, já investiu em empresas das mais variadas áreas ao longo do seu tempo de atividade. Considerado o homem mais rico do mundo, Bezos tem investimentos imobiliários um pouco por todo o território dos Estados Unidos.
  • Joseph Safra. De acordo com a Forbes, é o mais rico do Brasil. Fundou o Banco Safra, no entanto não se ficou por aí. Em 2014, adquiriu uma parte da Chiquita Brands International, conhecida no mercado das bananas. Além disso, Safra dedica-se também ao investimento imobiliário e é dono de várias propriedades.
  • Yang Huiyan. É a mulher mais rica da China. No ano passado foi notícia ao ter feito cerca de 2 mil milhões de dólares em apenas 4 dias, visto que investiu na Country Garden Holdings Co., a maior empresa do setor imobiliário na China. Além disso, Huiyan tem também investimentos em holdings que operam no ensino.

O que nos ensinam, em conclusão, os grandes investidores

Os grandes investidores imobiliários (e não só) têm, como percebeu, vários pontos em comum na forma como investem. Em suma, há algumas regras essenciais dos grandes investidores que poderão ser útil a qualquer tipo de investidor.

  • Fazer investimentos a pensar a longo prazo;
  • Conhecer bem o mercado em que investe;
  • Diversificar o portefólio de investimentos;
  • Criar valor acrescentado nos seus investimentos;
  • Aproveitar as oportunidades;
  • Estar consciente dos riscos, mas sem ter medo de arriscar.

Em conclusão...

Mesmo que seja um pequeno investidor, pensar como um grande investidor dar-lhe-á certamente uma maior perspetiva de negócio. Além disso, poderá dar-lhe oportunidades de crescimento nos seus investimentos. Estude o mercado e os investidores. Terá sempre muito a aprender, quer no que deve quer no que não deve fazer quando investe. Acima de tudo, lembre-se de que os grandes investidores também começaram por ser pequenos investidores e arriscaram. Só assim conseguiram chegar onde estão. Já dizia o ditado: quem não arrisca não petisca.

Sofia Costa Lima

    Sofia Costa Lima

    Click Here to Leave a Comment Below

    Leave a Comment: